Treinador
E-mail: lokomotivfcbetim@gmail.com

“ Em 1991 com 8 anos jogava bola nos campos, ruas do bairro Laranjeiras em Betim, infância repleta de brincadeiras e muito espaços para explorar e fazer coisas de criança.

1992 meu pai me levou para fazer um teste no Atlético-Mg, onde o treinador Jonas Pimentel “cornetinha”, gostou do meu futebol e ali começava a minha trajetória.

Por vários anos minha rotina de vida era acordar as 06:00 da manhã para ir para escola Silvio Lobo, saía as 11:30, almoçava e as 13:00 pegava o 1º ônibus [ 1137 ], parava no metrô, dali a próxima parada era a estação da Lagoinha, descia até a drogaria Araújo onde pegava o 2º ônibus chegando a Vila Olímpica para trocar de roupa e seguir destino para 3º ônibus.

Como treinávamos em vários campos diferentes, algumas vezes treinávamos no CT, depois perto do aeroporto e até em Sete Lagoas, as vezes nessa correria eu chegava no campo para treinar de 16:00 as 17:00.

Após esta maratona e de um treino pesado, só faltava fazer todo o trajeto de volta e chegar em casa geralmente as 21:00, ficando a maior parte do tempo dentro do ônibus que propriamente no campo de futebol.

2002 cheguei no Coritiba, já treinando entre os profissionais e jogando nos Juniores, que seria hoje o sub-20. Com 18 anos fiz minha estreia como profissional, agradeço ao treinador Antônio Lopes que no seu currículo já tinha sido campeão Mundial, da Libertadores, Brasileiro e que revelou Romário, Pedrinho entre outros.

Em 2007 me transferir para o Botafogo-RJ a pedido do treinador Cuca que foi meu treinador em 2005, cheguei para completar o elenco, fui me firmando a cada oportunidade.

Ganhamos a Taça Guanabara e perdemos a Taça Rio para o Flamengo.

Em 2008 fui para Náutico, mais maduro, assumi a responsabilidade de capitão da equipe e enfrentando novos desafios, perdemos duas finais para o Sport, mas, como bônus, ganhei o premio de melhor zagueiro central destes estaduais.

Em 2010 no Bahia, a convite do Renato Gaúcho, tivemos muitas alegrias, um ano de acesso a Serie A, depois de dez anos sem ganhar títulos, fui capitão por vários jogos e também um ano de vários gols.

Em 2012/13/14 no Santa Cruz/PE, vivi minhas maiores experiências no futebol, com as mãos de Deus e pessoas especiais e honestas trabalhando muito, conquistando cada objetivo, conseguimos coisas inimagináveis diante do cenário que tínhamos, como, por exemplo, ser campeão, Bi e Tri do estado onde os dois clubes maiores, Sport e Náutico, disputavam a Serie A com a folha salarial 7 vezes maior, conseguimos todos os acessos desde a Serie D ate a Serie A.

Considero que neste Clube realmente marquei minha historia no futebol.”