fbpx
Nossa dica de hoje é sobre 6 alimentos perfeitos para comer antes do treino

1. Banana
É uma das frutas preferidas de quem pratica esportes. Rica em carboidratos e com muito potássio (responsável pelo balanço e distribuição da água no organismo, relaxamento muscular, manutenção do equilíbrio ácido-base e regulação das atividades neuromusculares).
Sua deficiência pode causar cãibras, distensão abdominal, diminuição dos reflexos e mudanças na frequência dos batimentos cardíacos. Ela também possui vitamina B6 e magnésio, mineral importante para a manutenção dos ossos e para o equilíbrio de cálcio, potássio e sódio.

2. Aveia
É fonte de carboidratos de baixo índice glicêmico, rica em proteínas e fibras que diminuem os índices de colesterol devido aos altos índices de b-glucana (fibra solúvel). Estes polifenóis também têm outras funções como ação anti-inflamatória e antiproliferativa, o que sugere proteção adicional contra doenças coronárias, câncer de cólon e irritação da pele. Os b-glucanas também auxiliam o sistema imunológico, melhorando a resposta do organismo em situações de infecções.

3. Arroz
Fonte de carboidratos de rápida absorção, sem quantidades significativas de gordura, é uma boa opção na refeição pré-treino. Se for treinar à noite, tente combinar o arroz – mas, integral – com alguma proteína magra, como o peito de frango, para deixar o prato mais completo.

4. Macarrão
Similar ao arroz, tem grande concentração de carboidratos de rápida absorção que irão fornece energia para o treino.

5. Batata-doce
Excelente fonte de energia, fácil de ser consumida em qualquer horário e de diversas formas. É rica em carboidratos complexos, possui baixíssima quantidade de gordura e contém vitaminas C e do complexo B (principalmente B6), além de ferro, potássio, cálcio e fósforo.

6. Mandioquinha
É um carboidrato simples, rico em vitaminas C e do complexo B, ferro, fósforo e magnésio. Atualmente, muitos trabalhos mostram propriedades antioxidantes desse tubérculo, por possuir boas quantidades de antioxidantes, como falcarinol, falcarindiol, panaxidiol e metil-falcarindiol.

Deixe um comentário